Sócio

Paulo Santos

Licenciado em economia, é sócio e responsável pela direção financeira da SINMETRO e estudos financeiros dos projetos geridos pela empresa.

Contactos

(+351) 938 350 701

psantos@sinmetro.pt

Sócio

Paulo

Santos

Licenciado em Economia, é sócio e responsável pela direção financeira da SINMETRO e estudos financeiros dos projetos geridos pela empresa em clientes.

Contactos

 

(+351) 938 350 701
psantos@sinmetro.pt

Biografia

Licenciado em economia pela Universidade Coimbra (1998), possui uma especialização em finanças pela mesma instituição (2004) e larga experiência e formação especializada nas áreas do empreendedorismo e gestão de incubadoras e parques tecnológicos, obtida ao longo de mais de 20 anos de experiência.

 

Entre 1998 e 2001 desenvolveu atividades como consultor em projetos de investimento e em programas de consultoria destinados a aumentar a qualificação e competitividade de PMEs, trabalhando para associações empresariais portuguesas de âmbito local e nacional, na região de Coimbra.

 

Em 2001 assume a Direção Executiva da Incubadora de Empresas do Instituto Pedro Nunes, em Coimbra, onde as suas principais tarefas e responsabilidades são: coordenação geral das atividades da Instituição e da criação do seu novo Centro de Incubação de Ideias & Empresas; Acompanhamento próximo e orientação na elaboração de planos de negócios de empreendedores em áreas tecnológicas candidatos aos programas de incubação que a IPN Incubadora oferece; Avaliação técnica de carácter económico-financeira dos diferentes projetos candidatos recebidos; Intermediação junto da rede de parceiros tecnológicos do Instituto Pedro Nunes (Núcleos e Redes de Competências) para a análise de viabilidade técnica/tecnológica dos projetos rececionados; Prestação de serviços de consultadoria e apoio geral às empresas incubadas na área económico-financeira: gestão estratégica, contabilidade, fiscalidade, investimentos, sistemas de incentivos, etc.; Identificação de oportunidades de negócio a nível nacional e internacional para as empresas incubadas; Identificação de programas de apoio à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico a nível nacional e internacional; Estabelecimento de parcerias e projetos de cooperação com instituições similares a nível nacional e internacional. Coordenação de ações de formação para empreendedores e intervenção como formador nas áreas de Plano de Negócios e Sistemas de Incentivos.

Continuar a ler